ESCOLIOSE ACENTUADA

A coluna vertebral é de grande importância na composição do corpo humano. Muito responsável pela movimentação dos membros superiores e inferiores, é o suporte do peso do corpo e protege a medula espinhal, além de proporcionar a postura reta e ser abrigo para alguns órgãos do organismo.

A coluna vertebral possui uma curvatura natural em todas as pessoas, mas essa curvatura, quando acentuada, pode ser sinal de escoliose grave, o que compromete a movimentação de uma pessoa.

A escoliose pode surgir bem no início da infância, entre um e seis anos, ou na adolescência, a partir dos 10 anos de idade. Também é muito comum que apareça em idosos devido ao desgaste natural dos ossos. Mas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos não têm a origem esclarecida.

Como a patologia afeta o paciente

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais rápida é a possibilidade de recuperação. As causas ainda não são claras, mas é importante se manter atento quando existe uma predisposição genética, especialmente durante a fase de crescimento da pessoa (infância e adolescência) para que possa ser feito um diagnóstico precoce.

Esse desvio no eixo da coluna, quando acentuado, pode reduzir o espaço do tórax e causar limitações na mobilidade do paciente. Com a evolução da patologia sem o devido tratamento, a escoliose acentuada pode causar fortes dores, tornando uma pessoa incapacitada e provocando alterações em outras estruturas do corpo.

A partir do diagnóstico da patologia, estuda-se a causa e a gravidade, bem como a condição do paciente antes de dar início ao tratamento. Levando-se em consideração as peculiaridades de cada caso, o tratamento normalmente consiste no uso de palmilhas, coletes ortopédicos e técnicas de fisioterapia. Uma delas é a reeducação postural global, que consiste em exercícios específicos para fortalecer a musculatura. Tudo isso é feito com acompanhamento médico.

Uma inclusão prevista em lei

A maneira como a escoliose afeta cada paciente depende muito do estágio em que ela está. Em muitos casos, a escoliose acentuada acaba comprometendo as funções físicas do paciente, além de causar fortes dores nas costas, que exigem a restrição do uso da força para não complicar o quadro. A patologia está inclusa na lista de isenções fiscais para compra de automóveis para grupos que tenham alguma limitação.

Essa lei prevê até 30% de desconto na compra de um veículo zero, possibilitando ainda que o comprador não precise pagar ICMS e nem IPVA, facilitando a realização de tarefas do dia a dia de um paciente diagnosticado com escoliose acentuada ou qualquer outro paciente que tenha o quadro diretamente ligado com a limitação dos movimentos do corpo.

Quem tem direito?

Qualquer pessoa que apresente um quadro com alteração completa ou parcial do corpo, comprometendo sua mobilidade, tem direito a esse benefício. A lista inclui mais de 30 patologias e comporta condutores ou não-condutores. Em vigor desde 1995, a lei prevê maior inclusão social de pessoas com dificuldade de mobilidade, oferecendo um acesso adaptado à realidade do paciente ou responsável que faça a compra.