Categorias
Patologias Sem categoria

MANGUITO ROTADOR

Muitas pessoas que convivem com certos tipos de limitações físicas como o Manguito Rotador não sabem que podem ter direito à isenção de impostos para a compra de veículos novos como IPVA, IPI, ICMS e dispensa do rodizio. Já em outros casos, devido à burocracia, algumas acabam perdendo descontos que podem chegar a 30% do valor total da compra.

Quem tem direito a isenção de impostos?

De maneira simples, de acordo com o artigo 5º da nossa constituição, que garante o nosso direito de ir e vir, toda pessoa que convive com alguma limitação física, que dirija ou não, tem a possibilidade de adquirir veículos 0km recebendo a isenção de impostos.

A síndrome de Manguito Rotador é um exemplo disso. Por se tratar de uma lesão na região do ombro, que causa sintomas como dores constantes, fraqueza muscular, dificuldade para levantar e restrição para mover o braço, mesmo não sendo um tipo de lesão visível, dá a quem convive com esse problema a possibilidade de pleitear o devido desconto.

Um dos grandes questionamentos que fazem as pessoas desistirem de buscar a desoneração de impostos quando vão comprar um veículo novo é: minha limitação física me dá o direito a pedir a devida isenção?

Por não ter uma boa assessoria ajudando no processo de compra, muita gente acaba caindo no senso comum de que só quem convive com patologias graves, como câncer e esclerose múltipla, ou possuem limitações visíveis, como paralisia ou paraplegia, tem o direito de não pagar certos impostos. Mas na verdade, independentemente de ser visível ou não, se você possui alguma restrição de movimentos, pode conseguir esta isenção.

Como obter a isenção?

Por mais que seja um direito garantido pela nossa constituição, conseguir a isenção dos impostos pode ser um processo complicado; por isso, buscar a ajuda de uma boa consultoria como a da Mega Isenções é a melhor forma de garantir os seus direitos.

Por fim, vale lembrar que além do veículo, quem possui uma limitação física crônica também pode pedir a isenção do pagamento de tributos como IPI, IPVA e ICMS e, nas cidades onde ele existe, a liberação do rodízio.