PATOLOGIAS RENAIS CRÔNICAS

Patologias renais crônicas são enfermidades que atingem o funcionamento dos rins. Responsáveis pela filtragem de substâncias presentes no organismo, os rins cumprem o papel de absorver os nutrientes necessários e eliminar as substâncias tóxicas do corpo pela urina.

O bom desempenho desses órgãos é de grande importância para manter o equilíbrio do organismo, mantendo o controle da pressão arterial, por exemplo, ou a concentração de fósforo e cálcio no sangue, entre outros fatores.

Atingindo uma estimativa de mais de dez milhões de brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), a perda lenta e gradual das funções renais, quando não é tratada corretamente, pode levar a paralisia dos rins.

Como a patologia afeta o paciente

Com uma incidência maior em idosos, ainda assim, as patologias renais crônicas podem atingir diferentes faixas etárias por diferentes motivos. Existem algumas causas que podem fazer com que a patologia se desenvolva, as mais comuns são relacionadas aos pacientes que já apresentam um quadro de diabetes ou hipertensão.

Essa insuficiência renal gera um acúmulo de líquidos no organismo, afetando a maioria das funções do corpo, como, por exemplo, a saúde dos ossos e a produção de glóbulos vermelhos que, em escassez, podem resultar em uma anemia.

O tratamento da patologia é feito através de medicamentos e controle da dieta para garantir os níveis de fósforo no sangue. Em muitos casos, é necessária a realização da diálise e, em alguns, é inevitável o transplante renal.

Essas condições afetam diretamente na qualidade de vida de uma pessoa, devido às diversas sessões de hemodiálise para tratar a patologia, algumas limitações passam a ser parte do dia a dia de um paciente diagnosticado. O impacto da patologia exige um suporte social que proporcione uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Um suporte social que ajuda na mobilidade dos pacientes

Uma maneira de proporcionar maior inclusão e bem-estar é através da isenção de impostos sobre veículos para quem é diagnosticado com patologia renal crônica, garantindo seu direito de ir e vir da maneira adequada. As sessões de hemodiálise acabam provocando uma redução de movimentos, assim como muitas vezes é de recomendação médica a restrição do uso da força muscular para esses pacientes. Por isso, são necessárias algumas adaptações no dia a dia dessa pessoa.

A lei de isenções fiscais garante a um grupo específico de pessoas a compra de um veículo zero com até 30% de desconto. Hoje, existem concessionárias especializadas nessa área, responsáveis por garantir a inclusão de automóveis adaptados no mercado e o fácil acesso e mobilidade para pessoas que tenham alguma limitação. Essa isenção, além de oferecer o desconto na compra do carro, assegura também que o comprador não precise pagar ICMS e IPVA.

Quem tem direito?

A isenção fiscal é válida apenas para pessoas incluídas em um grupo de 32 patologias que exigem essas adaptação e facilitação para mobilidade. Esse direito é previsto pela Lei 8.989, de 24 de fevereiro de 1995, e é válido até dezembro de 2021.

Essa lei é direcionada a pessoas com patologias crônicas que tenham a mobilidade comprometida. Não é preciso ser condutor. No caso de crianças, por exemplo, desde 2013 essa isenção pode ser passada para o responsável da criança que tenha alguma limitação.